domingo, 13 de setembro de 2009

La Zona #1


Muros altos , câmeras por 24 horas e muitos vigias. Toda segurança do complexo residencial La Zona tornou-se frágil durante uma tempestade na cidade do México. Numa noite, com a queda de um Outdoor nas barreiras de La zona, Miguel( Alan chaves) e mais dois amigos decidem invadir o local para cometer pequenos furtos.

Tudo complicou quando a empregada de D. Mercedes percebeu a invasão no local e tocou o alarme, causando uma troca de tiros que resultou em quatro homicídios. Miguel consegue fugir, mas foi registrado pelas câmeras sua permanência dentro de La zona, gerando insegurança entre os moradores que decidiram impedir a ação da polícia e caçar o ladrão para utilizarem da Lei do Talião ( “olho por olho, dente por dente”).

Miguel consegue esconder-se na casa de Alejandro (Daniel Tróvar), um jovem de 16 anos que é filho de Daniel (Daniel Giménez Cachio), um dos síndicos determinados a manter a independência e segurança de La zona. Quando a caçada por Miguel começa, os conflitos entre os moradores e a polícia aumentam, pois o Inspetor Rigoberto (Mário Zaragoza) decide ignorar os subornos dos síndicos e pretende agir com justiça, impedindo que os moradores de la zona cometam sua própria vingança, argumentando legítima defesa.

Os muros de La zona não são capazes de separar a realidade da vida real. Quantos de nós, muitas vezes, já não desejamos fazer justiça com as nossas próprias mãos?

O principal conflito em La Zona não é entre os moradores e a polícia nem entre a favela e o condomínio. Diariamente, somos como a minoria dos moradores de La zona, quando decidimos abdicar de nossa própria verdade, acreditando que seja ela menos forte que as evidências criadas por mentiras alheias. Até quando seremos injustos com nós mesmos? Até quando seremos facilmente corruptíveis e até quando seremos irresponsáveis pelos nossas próprias decisões? Temos pouco tempo pra fazer nossas escolhas e tanto na Arte como na vida, quando desejamos nos corrigir pode ser tarde demais.

Um comentário: