sábado, 3 de outubro de 2009

Budapeste #4

Um tanto paradoxal. É possível assim definir a vida do ghost Writer José costa(Leonardo Medeiros), um homem que ao conhecer Budapeste por acaso, passou, ainda que involuntariamente, a enfrentar seus sentimentos, atitudes e escolhas.

No Rio, morando com a mulher Vanda( Giovanna Antonelli), uma jornalista de sucesso, José tem uma vida regular, com seus problemas no relacionamento e a angústia de não encontrar na sua própria profissão um desejado reconhecimento. Essa previsibilidade é uma antítese quando comparada a sua estada em Budapeste, onde conhece a Bela Kriska( Gabriella Hamori) e tem a chance de acontecer uma nova paixão, uma nova vida e conhecer um novo idioma, o húngaro.

A adaptação do livro Budapeste, escrito por Chico Buarque ( ele faz uma rápida aparição no filme), tem uma linguagem poética, facilitando a compreensão de alguns temas abordados no filme, como individualismo, amor( ciúme, traição ) e até exílio.

Uma obra-prima nacional tendo como incremento ótima fotografia do Rio e Budapeste e a presença de belas mulheres, como Débora Nascimento e Paolla Oliveira nuas e rabiscadas da cabeça aos pés.Tudo a favor do amor e da arte. (Comprovado literalmente! )


Nota : 9
Direção : Walter Carvalho
Elenco: Leonardo Medeiros, Gabriella Hamori, Giovanna Antonelli, Paola Oliveira, Débora nascimento.
Gênero: Drama
País: Brasil / Hungria /Portugal
Ano: 2009
Classificação: 16 anos

8 comentários:

  1. O povo fala dos filmes brasileiros, mas existem muitos bons.

    Precisamos passar a valorizar nossa cultura e nossos filmes.

    Bela dica
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Bacanérrimo o seu blog! Parabéns!

    Adorei! :)

    Um abração!

    Te espero por lá!

    Pedro Antônio
    A TORRE MÁGICA

    ResponderExcluir
  3. ÉÉÉ mais um filme brasileiro e nao sabia da existencia desse...o q falta mais é a divulgação ne....muitos divulgam so os q faz mais sucesso...

    excelente dica.....abraçao e otimo domingo...

    ResponderExcluir
  4. Eu não gosto muito de cinema brasileiro, mas quando há filmes tipo: Central do Brasil, Olga, Se eu fosse Você, Lisbela... Esses são bons!!!
    Mas claro que todos têm seu valor, como Budapeste!

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Ah, eu me interessei.
    Vou procurar o filme.

    E, olha, muito obrigada pela visita. Fico feliz que tenha gostado de lá, viu?
    Volte sempre.
    Adorei seu blog, muito bom.
    Tô te seguindo.
    ;*

    ResponderExcluir
  6. Tudo é uma questão de ponto de vista, né? Não gostei do filme, principalmente pela excessiva reverência que o mesmo faz a seu ranço literário. Mas vale pelo elenco e pela fotografia lindíssima.

    ResponderExcluir